19 de julho 2018

ONU cobra ações que reduzam tempo para tirar patente no Brasil

Concessão INPI | notícias | Propriedade Intelectual |

Comum prazo que supera os 15 anos de espera, o processo de análise para liberação de patentes alcançou um patamar tão elevado que fez a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) e a Organização das Nações Unidas (ONU) cobrarem medidas urgentes do País para reverter essa situação alarmante.

Em evento no Rio de Janeiro, o presidente da OMPI, José Graça Aranha disse que nenhuma país chegou a uma situação similar a nossa. “Com uma cúmulo,um backlog, nesse ponto do setor de patentes. Algo tem que ser feito”, disse. Criada em 1967, a OMPI tem sede em Genebra e é uma das agências especializadas da ONU. “Acho que temos que colocar numa balança, (entender) que chegamos a um ponto em que não há outro caminho a não ser atacar essa questão de maneira central.”

Segundo dados de julho deste ano do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI ),o estoque de pedidos de patentes no Brasil supera 215 mil, um número considerado elevado pelo próprio instituto, responsável pela análise desses requerimentos. Na média internacional, o tempo para obtenção é de dois anos.

Fonte: DCI