13 de junho 2018

Empresa é condenada por imitar marca Peixe Urbano

Direito Autoral | notícias | patente | Propriedade Intelectual |

Além de indenização, ela deve transferir titularidade do domínio www.tambaquiurbano.com.br ao Peixe Urbano.

A 2ª câmara Cível do TJ/RJ determinou que a empresa responsável pelo domínio www.tambaquiurbano.com.br se abstenha de utilizar as expressões “Urbano”, “Tambaqui”, “Peixinho”, “Cardume” ou similares, além da figura de um peixe, na composição de sua marca comercial. Além disso, estabeleceu que a empresa transfira a titularidade do domínio ao Peixe Urbano.

De acordo com a decisão, a simples análise das marcas impõe concluir que a semelhança ultrapassa os limites do razoável, havendo clara intenção de seguir as características de comércio da Peixe Urbano, seja no que se refere ao risco de confusão de mercado e a falsa associação entre consumidores.

“A propriedade de marcas está constitucionalmente protegida, art.5º, XXIX, da CRB. A Lei de Propriedade Industrial, mais especificamente em seus art.125 e 126, assegura proteção especial as marcas de alto renome registradas no Brasil, em todos os ramos de atividade. A Lei da Propriedade Industrial ainda veda no artigo 124 a imitação, no todo ou em parte, de marca alheia. Utilização indevida de produtos similares pela Ré que causou prejuízo materiais a Parte Autora, decorrente do desvio de clientela. Dano moral e dano patrimonial configurados.”

LEIA TAMBÉM: Justiça condena a Samsung a pagar quase R$ 2 bilhões à Apple

A empresa ainda deverá pagar o valor de R$ 20 mil, a título de danos extrapatrimoniais, e deverá recompor os danos patrimoniais suportados pela Peixe Urbano, inclusive os lucros cessantes, em valor a ser a apurado em liquidação de sentença.

O escritório Siqueira Castro Advogados representou a Peixe Urbano no caso.

  • Processo: 0504878-78.2015.8.19.0001

Veja a íntegra da decisão.

Fonte: Migalhas