03 de October 2018

Apple vence apelação em caso de violação de patente da Universidade de Wisconsin

Direito Autoral | notícias | patente |

A Apple persuadiu um tribunal de apelação federal nesta sexta-feira a reduzir em 234 milhões de dólares uma indenização em favor da Universidade of Wisconsin por infração de uma patente em tecnologia de processamento de computadores.

A corte disse que nenhum jurado razoável pode entender que os processadores da Apple infringiram a patente, com base nas evidências apresentadas no julgamento de 2015.

A Apple e da Wisconsin Alumni Research Foundation (Warf) não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

A Warf processou a Apple em 2014, alegando que processadores dos iPhones 5s, 6 e 6 Plus infringiram uma patente que descreve um meio de melhorar o desempenho do processador ao prever instruções que os usos dos dispositivos fornecerão.

Cerca de 213 milhões de dólares da indenização foram baseados em um documento que mostrou de que a Apple era indiretamente responsável por produtos da marca fabricados pela Samsung.

Em julho de 2017, um juiz ordenou que a fabricante de iPhones pagasse outros 272 milhões de dólares em indenização, totalizando 506 milhões de dólares, com base na infração continuada até a expiração da patente da Warf em 2016.